CAPÍTULOS
OPÇÕES
Cor de Fundo
CONTROLE DE FONTE
HOME INDEX
Capítulo 111 – Festival do Luar

Dual Cultivation (DC)

Capítulo 111 – Festival do Luar

Tradução: Blue Sparky | Revisão: Chu

Algumas centenas de metros acima das nuvens, uma pequena embarcação de madeira voava pelo céu azul como uma estrela cadente, ferozmente e facilmente escapando da vista de alguém em um piscar de olhos.

E sentado nesta embarcação de madeira que dava a impressão de um tesouro imortal estavam duas figuras jovens, um jovem lindo com uma linda senhora sentada ao seu lado com sua cabeça descansando em seu ombro com intimidade, parecendo com um casal em uma embarcação do amor.

Esses dois estavam dividindo os céus com a velocidade da sua embarcação por dois dias diretos agora, ainda assim nenhum deles abriu a boca para falar um com o outro esse tempo todo.

No entanto, apesar do silêncio, nenhum deles mostrou sinais de constrangimento ou desprazer com a quietude. De fato, um dos dois estava sorrindo gentilmente, parecendo com uma criança durante um momento feliz.

De repente, a jovem abriu os olhos e falou: “Pai, tenho uma pergunta...”

“O que é?”

Qiuyue se virou para Su Yang com um olhar curioso, ela falou: “Como você conheceu minha mãe?”

Ouvindo a pergunta dela, Su Yang fechou os olhos com uma expressão casual.

“Foi durante o Festival do Luar que é organizado pelo Palácio Lunar Sagrado a cada mil anos.” Ele disse um momento depois, sua voz cheia de melancolia: “Isso foi há vários milhares de anos antes de você nascer.”

“O Festival do Luar...” Qiuyue ponderou.

O Festival do Luar era uma tradição na sua família com o propósito de melhorar sua linhagem, eles organizariam esse grande evento a cada milhares de anos.

A própria Qiuyue tinha sido escolhida para participar do Festival do Luar, mas como ela fugiu antes que pudesse participar do próximo, ela não sabia muito sobre isso além do que foi dito por sua mãe, Yuehai.

“Nós mal nos falamos um com o outro naquela época, mas esse foi o começo do nosso relacionamento.” Disse Su Yang, sua expressão estava cheia com um sentimento de nostalgia. E dentro de sua mente apareceu a imagem de uma jovem com muitas similaridades com a atual Qiuyue em pé na frente de uma grande lua que iluminava sua beleza por muitas dobras.

“Não nos veríamos novamente até algumas centenas de anos mais tarde.” Ele continuou: “E ela estava no leito da morte naquela época.”

“O que?!” Qiuyue olhou para ele com descrença claramente escrita em seu rosto. Sua mãe estava no leito da morte? Como isso é possível? Nunca houve sinais dela estar doente ou ferida ao ponto de morrer.

“O que aconteceu com ela? Por que ela estava no leito da morte?” Qiuyue perguntou ele.

Su Yang balançou sua cabeça: “Vou te dizer quando for a hora certa.” Ele disse, recusando a dizer mais detalhes.

“...”

Qiuyue ficou sem palavras. O que ele não está dizendo pra ela? Por que precisa ser no momento certo? Ela realmente queria descobrir, mas infelizmente, conhecendo Su Yang, ele definitivamente não lhe diria não importa o quanto ela implorasse.

“Hmph... então o que você ama sobre a minha mãe?” Ela mostrou uma expressão antipática antes de mudar a pergunta.

Su Yang sorriu enquanto sua íris brilhava com uma luz maravilhosa, e falou: “Tudo − de suas características carismáticas a maneira que ela respira. Eu amei seu olhar afiado, cada movimento gracioso, sua voz límpida, sua pele suave − tudo.”

Qiuyue ficou levemente surpreendida com elogios aparentemente sem fim de Su Yang pela sua mãe. Quando ela aprendeu o relacionamento de sua mãe com Su Yang pela primeira vez, ela quase não acreditou porque eles nunca mostraram nenhuma indicação que sugerisse tal relacionamento íntimo entre eles.

Entretanto, por mais perplexa que sua expressão estava, Qiuyue também ficou aliviada ao ouvir essas palavras dele. De fato, ela conseguia até mesmo sentir a enorme afeição que Su Yang tinha por Yuehai só pelo seu tom.

“Entendo...”

Um sorriso aliviado apareceu no rosto de Qiuyue e seu braço abruptamente envolveu em volta do braço de Su Yang, abraçando-o com força.

“Agora se você parar de abraçar cada mulher que você vê com seus olhos perigosos...” Qiuyue murmurou, fazendo a expressão de Su Yang enrijecer.

Porém, Qiuyue não havia terminado com suas perguntas e continuou a perguntar: “Sobre elas... você também as ama?”

“...”

Depois de um momento de silêncio, com uma expressão calma, Su Yang falou: “Eu já estou na idade onde não posso me apaixonar facilmente por alguém, muito menos por essas garotinhas que ainda precisam experienciar o verdadeiro mundo do cultivo. E não é como se elas tivessem qualidades que eu já não vi ou experimentei.”

“Então por que você escolheu elas? É puramente por causa do cultivo? Você ao menos gosta?” Qiuyue continuou perguntando.

“De fato, é puramente por causa do cultivo. Quanto a se gosto ou não... você seria capaz de gostar de comer um simples pão quando você já provou a melhor culinária do mundo incontáveis vezes? Cultivar com as pessoas aqui é igual a brincar com crianças. Se não me segurar, tenho medo de machucar elas...”

“Então se deixássemos este mundo e retornássemos para os Quatro Céus Divinos hoje, você não sentiria nada?”

“...” Su Yang fechou os olhos: “Embora seja verdade que eu não tenha apegos com esse lugar nem seu povo, também é verdade que eu aceitei algumas em meu abraço.”

Depois de um momento de silêncio, ele continuou com uma voz baixa: “Embora, tem uma garotinha que não posso deixar sozinha...”

“Uma garotinha?”

Para capturar a atenção de um Imortal como Su Yang, ela deve ser um indivíduo muito único.

“Ela me lembra da minha primeira esposa, que morreu como um Mortal.” Disse Su Yang com um sorriso amargo: “Eu posso ser egoísta por fazer isso, mas quero garantir que ela chegue nos Reinos Divinos antes de deixarmos esse local.”

“Uma especial, huh... que sortuda...” Qiuyue pensou consigo mesma, se perguntando sobre essa ‘especial’.

Os dois continuaram conversando com Su Yang relembrando de várias memórias que tinha passado com Yuehai e Qiuyue ouviria com uma expressão alegre, como se ela fosse uma criança ouvindo histórias heroicas.

O tempo passou rapidamente.

E antes que percebessem, eles haviam chegado no seu destino, a Região Norte.

Quando a embarcação de madeira parou, Qiuyue suspirou internamente, desanimada que não tinha mais motivos para ficar com Su Yang como massa molhada. Apesar de usar o tesouro voador mais lento que tinha só para que pudesse ficar próxima de Su Yang por um pouco mais de tempo, eles ainda chegaram relativamente rápido.

“Essa é a Região Norte?” Su Yang olhou para a terra de cima das nuvens.

Não havia nada além de árvores e verde à sua vista.

“Você consegue sentir essa Tumba de Legado com seu Sentido Espiritual?” Ele se virou e perguntou a Qiuyue.

“Não, não consigo.” Ela balançou sua cabeça.

“No entanto, consigo sentir uma grande multidão de pessoas algumas dezenas de quilômetros ao Sul.” Ela continuou.

“Bom, vamos viajar a pé agora. Tesouros voadores chamarão muita atenção aqui.” Disse Su Yang.

Qiuyue assentiu e a embarcação de madeira começou a descer.

Por Blue Sparky | 29/03/21 às 02:10 | Artes Marciais, Harém, Adulto, Cultivo, +18