CAPÍTULOS
OPÇÕES
Cor de Fundo
CONTROLE DE FONTE
HOME INDEX
Capítulo 6.3 - Eclosão (parte 4)

Dungeon ni Deai o Motomeru no wa Machigatte Iru Darou ka (DanMachi)

Capítulo 6.3 - Eclosão (parte 4)

Tradução: Rodrigon | Revisão: Hazel | QC: Sir

"É por isso que detesto aventureiros da classe alta... "

Nahza franziu a testa enquanto observava Hyakinthos desviar de cada uma de suas flechas.

Pegando uma nova rodada de flechas da aljava presa a cintura, ela continuou seu ataque na tentativa de apoiar Bell de longe.

Ela foi rápida em compreender o que a <Família Apollo> estava tentando fazer, e ela imediatamente pegou sua arma, chegou ao topo desta torre, e localizou Bell. A ex-aventureira de segundo nível da <Família Miach> era uma arqueira habilidosa cuja precisão era inigualável. Ela estava tão longe de Hyakinthos que uma pessoa normal nem teria visto um esboço humano, muito menos seria capaz de chegar ao ponto de atingir o alvo.

"Bell, corra... "

Como se o pedido dela tivesse sido respondido, Bell ficou de pé no momento em que ela estava sussurrando consigo mesma. O garoto agarrou a mão de Hestia e os dois correram por outra rua. Hyakinthos começou a persegui-los, mas foi impedido pela próxima rodada de flechas de Nahza.

O homem olhou diretamente para ela, os olhos ardendo de fúria. Ela jogou outra flecha, apontando diretamente para o peito dele. Sem perder um segundo, a espada longa atingiu a flecha inofensivamente no ar.

Ele deve ter desistido da busca por enquanto, porque assim que a flecha atingiu o chão, Hyakinthos correu na direção oposta. Nahza viu sua capa branca balançar quando seu alvo desapareceu de vista.

"Muitos inimigos... "

A Chienthrope voltou sua atenção para as outras sombras que perseguiam Bell nos telhados e começou a derrubá-los um por um. Foi como derrubar abelhas individualmente em um enxame sem fim.

Do seu ponto de vista, Nahza estimou que havia aproximadamente duzentos aventureiros perseguindo Bell.

Jogando uma aljava vazia de lado, Nahza equipou uma nova.

Ela estava atirando tantas flechas que não tinha tempo suficiente para vê-las atingir seus alvos. Em vez disso, ela ouviu os gritos distantes de dor e pancadas suaves enquanto os caçadores caíam dos telhados.

"Lorde Miach, por favor, se apresse... "

Uma gota solta de suor percorreu seu rosto ansioso.


https://lh3.googleusercontent.com/TnO8zVSGmxKqviRvrady4ziO9-xBSePmvO6W0E03XjJqZ1IpH4xv812PYZRVDk8f0Onn4u9KngUftRCon5WySTwRGIb0cua64UHQZLVXv_6sjxE8gSBJb4PdCQ-MhHWSVI9IvDKE


"Bell, você está bem ?!"

"E-eu estou bem... "

A respiração de Bell era superficial e irregular quando ele respondeu. Hestia estava a beira das lágrimas.

Hyakinthos infligiu danos consideráveis; o corpo inteiro do garoto estava com dor. Ele tomou todas as poções necessárias para fechar o ferimento do peito. Eles correram com tudo o que tinham, colocando um pé na frente do outro numa tentativa desesperada de ganhar alguma distância. No entanto, Bell não conseguiu manter o equilíbrio e precisou da ajuda de Hestia para ficar de pé.

Seu corpo pode não estar se movendo tão bem quanto ele gostaria, mas felizmente, seus ouvidos estavam com força total. Eles captaram o som do feitiço vindo de não muito longe.

"?!"

"Magia?!"

Hestia também percebeu. Com certeza, havia um mago elfo diretamente acima deles segurando um bastão estendido.

Usando a arquitetura daquele edifício em particular para se proteger de Nahza, o mago estava esperando enquanto lançava um encantamento. Além disso, seu esconderijo estava fora do alcance da <Flecha de Fogo>. Bell e Hestia imediatamente correram na outra direção, mas já era tarde demais para escapar completamente da explosão iminente.

Um feitiço de raio com um alcance particularmente longo brilhou logo atrás deles.

"—?!!"

Com os cabelos na nuca chamuscados, Bell abraçou Hestia quanto os dois atingiram a rua e rolaram.

Bell fez o possível para proteger Hestia da explosão, mas a magia de raio esculpiu o seu caminho para os edifícios circundantes. Tudo ao redor deles foi instantaneamente quebrado em pedaços; o ar foi inundado com fumaça.

"Lissos, eu os tenho!"

"Excelente! Envie uma mensagem para Daphne!"

Os ouvidos de Bell e Hestia estavam zumbindo, sua visão turva enquanto muitos passos correram para cercá-los. A primeira figura a aparecer no outro lado da fumaça foi um elfo usando um cachecol que cobria sua boca — o mesmo que liderou o ataque a igreja. Dessa vez ele estava acompanhado por mais cinco aventureiros.

Lissos, um elfo bastante bonito, mesmo para seus padrões, encarou os dois fugitivos e disse: "Peitos no chão, agora."

Bell rolou para proteger Hestia, com o rosto sujo virado para o elfo — então, um novo grupo apareceu em cena.

"Hã…?"

"Esse seu jogo parece divertido. Também jogaremos."

Seis figuras apareceram atrás de Bell e Hestia, um grupo de aventureiros.

Observando o grupo se mover para enfrentar seus atacantes, os olhos de Bell foram instantaneamente atraídos pelo grande homem que os liderava. Ele não era outro senão o capitão da <Família Takemikazuchi>, Ouka.

Ao lado dele estava Chigusa, brandindo sua própria lança. Mikoto estava de pé, pronta para a batalha.

"Imbecis... Vocês não percebem que estão ameaçando membros da <Família Apollo> ?!"

"Oh, foi para isso que viemos aqui."

"Nos recusamos a sacrificar nossos laços de amizade quando aliados estão em necessidade!"

Ouka respondeu ao aviso enfurecido de Lissos, desembainhando sua espada. Mikoto acentuou seu sentimento com algumas palavras em sua própria voz aguda.

Os dois grupos se entreolharam. A <Família Apollo> e <Família Takemikazuchi> sacaram armas e gritaram gritos de guerra enquanto se preparavam para o combate.

"Chegamos a tempo...!"

"M-Miach ?!"

Ambos os grupos atacaram, tentando acertar o primeiro golpe, quando de repente Miach emergiu pela rua, tentando recuperar o fôlego.

Hestia foi a primeira a notar sua presença e levantou a cabeça para cumprimentá-lo. O deus olhou para baixo e assentiu com um breve "Ah".

"Solicitei a ajuda da <Família Takemikazuchi> quando as explosões começaram. Você está bem?"

"S-sim."

"Miach, amigos como você são tão...!"

As divindades sorriram com o olhar de surpresa no rosto de Bell e a gratidão irradiou dos olhos de Hestia.

Nahza estava operando de forma independente, enquanto Miach juntou o grupo de batalha de Ouka a caminho daqui.

"Infelizmente, não podemos demorar. Deixe essa luta para eles. Você, Bell, mexa-se."

"O que... mas — "

"Me escute. Esta batalha não terminará até que sua segurança possa ser garantida. Você deve entender isso."

Bell hesitou. Nesse momento, vozes mais altas anunciaram a chegada de mais um grupo.

Mais caçadores. Reforços.

Bell lutou para respirar enquanto Miach olhou para ele com olhos suplicantes.

"Agora vá!"

"... Desculpe por isso, Miach!"

Hestia ficou de pé. Bell lutou contra a dor e assentiu.

Os dois chegaram a entrada do beco mais próximo. Bell deu uma olhada rápida por cima do ombro para o grupo de Mikoto, travado em um combate feroz. O fato de outras pessoas estarem envolvidas nessa confusão pesava muito em seu coração.

Naquele momento, Bell entendeu o que um conflito entre <Famílias> realmente implicava.

Assim que um grupo se movesse, outros seriam forçados a se encontrar com eles em batalha — se tornaria um atoleiro. O combate se tornaria mais intenso a medida que o tempo passava. Bell estava convencido, com bastante força, de que nenhuma <Família> iria recuar.

"Essa é a muralha da cidade! Eles nos forçaram até aqui...?!"

Hestia olhou para o beco, correndo o mais rápido que pôde enquanto apoiava Bell, que estava ferido.

A imponente cortina de rocha que cercava a cidade pairava sobre eles. Hestia imaginou que, com base na distância do muro, os dois foram forçados até o extremo oeste da cidade.

Eles se depararam com um obstáculo monumental e não conseguiram planejar sua fuga. Em seu desespero, eles foram em direção completamente oposta da Guilda.

"Por aqui!"

"... ?!"

Eles foram cercados pelo som de passos inimigos em pouco tempo.

Os caçadores tiveram que usar a arquitetura como cobertura contra as flechas de Nahza. Mas agora eles alcançaram Bell e estavam prontos para atacar.

Três figuras saltaram por cima de Bell, suas sombras bloqueando o sol.

"— Você quer um pedaço disso ?!"

"?!"

Uma nova figura negra se lançou de uma das ruas laterais, colidindo com os três caçadores no ar. Segurando uma espada grande na sua mão esquerda, a figura enviou dois caçadores ao chão com um golpe.

Além disso, uma flecha dourada mergulhou na bochecha do caçador restante, e ele caiu na rua logo abaixo do menino e sua deusa. A figura negra pousou um momento depois, dando um chute que enviou o caçador final direto na parede.

"... Ainda está respirando, Bell?"

A longa jaqueta preta da figura se enrolou quando o menino ruivo se virou para encará-lo.

"Welf ?!"

O jovem descansou a espada sobre o ombro enquanto os dois amigos fizeram contato visual.


"Sr. Bell!"

Lili emergiu das sombras e correu para se juntar a eles.

Recarregando o arco preso em seu braço direito, Lili chamou o nome do seu amigo.

"A suporte também... "

"Por que... por que você está aqui...?"

"Estávamos preocupados com o Sr. Bell e Lady Hestia, obviamente!"

"Todo mundo está falando sobre uma 'caça ao coelho' pela cidade. As palavras viajam rápido."

Lili, ainda em sua forma de lobisomem, parou bem na frente de uma Hestia surpresa enquanto todos trocaram informações.

Os dois recém-chegados ficaram surpresos com a aparência de Bell. Pele exposta coberta de sangue seco, uma enorme cicatriz cruzando seu peito, onde o peitoral de sua armadura deveria estar. O que restava daquela peça de armadura pendia vagamente abaixo do peito. Lili jogou sua mochila no chão e imediatamente retirou três frascos — uma poção superior que ela havia comprado de Nahza para a viagem na Dungeon e duas poções duplas. Sem perder tempo, ela colocou as três nas mãos de Bell.

"Obrigado, Lili... "

Uma dor lancinante percorreu o coração de Lili quando ela olhou para o sorriso fraco no rosto surrado e abatido de Bell. Que cruel, ela pensou enquanto o menino estremeceu. Os olhos dela tremiam como se ela pudesse se ver na posição dele.

Bell abriu um frasco de líquido azul escuro e fez o possível para superar as pontadas de dor quando ele as engoliu.

"Não podemos ficar em um só lugar. Precisamos nos mover agora." Hestia se virou para olhar os outros quando ela falou.

"Lili acha que entende a situação... Tudo isso é resultado daquela noite no bar?"

"Não, aquilo é somente uma parte. Isso tudo faz parte do plano de Apollo."

Lili fez a pergunta quando os quatro começaram a correr. Hestia respondeu imediatamente.

Independente de ser tudo verdade ou apenas uma brincadeira elaborada, tudo o que Bell sabia estava em jogo. Lili quase tropeçou quando ouviu essas informações.

"Ei... nós temos companhia!"

"!"

Welf, que liderava o caminho, viu mais figuras a frente. Haviam três na frente, com mais alguns se juntando a eles por trás.

Os rostos de Bell e Hestia ficaram tensos, mas foi Lili quem os pressionou para continuarem em frente.

"Por favor, vão à Guilda!"

"Vamos limpar aqui e estaremos logo atrás de vocês! Não se preocupem conosco!"

Bell sabia pelo número de inimigos que se aproximavam que eles não teriam uma chance, mas Welf acenou para ele. Lili olhou para Hestia, implorando para ela ir.

"Estamos contando com vocês!" ela disse com um aceno relutante e agarrou o pulso de Bell.

"Me dê cobertura, Pequena L!"

"Claro! Mas o Sr. Welf ficará bem sozinho?"

Bell e Hestia foram por uma rua lateral diferente, enquanto Welf e Lili correram para encontrar seus inimigos de frente.

Welf ergueu uma sobrancelha para a menina Pallum, como se estivesse irritado por sua preocupação.

"Bem, eu sou muito mais forte agora —"

Os três primeiros caçadores chegaram correndo.

Com as duas mãos apertadas firmemente em sua espada, Welf balançou a arma para baixo e em pleno movimento a fez arquear para a frente.

Seus oponentes de olhos arregalados eram muito lentos para desviar da lâmina que se aproximava e foram jogados para trás, em um coro de seus próprios gritos de dor.

"— então eu vou ficar bem!"

"... Ser forte é muito bom, mas abra um caminho!"

Os caçadores no ar giraram e passaram pela cabeça de Lili, pousando atrás dela.

Lili escondeu o quão grata ela estava pelo Nível 2 de Welf e gritou um aviso severo.

Os reforços inimigos chegaram um momento depois e imediatamente os engajaram em combate.

"Esse cara está se movendo melhor que os outros!"

Welf e Lili lutaram contra um grupo de aventureiros de Nível 1 e Nível 2. Welf rapidamente derrotou os oponentes mais fracos enquanto Lili chamava a atenção do único aventureiro da classe alta com flechas de seu arco.

Welf girou para entrar em posição e deu um golpe que lançou o aventureiro da classe alta diretamente na parede atrás deles.

"Sr. Welf! Saia do caminho!"

"Hã?! Você não pode estar falando sério...!"

Lili retirou uma bolsa do tamanho de um punho da mochila e a jogou da próxima onda de caçadores que se aproximavam.

Ela cobriu o nariz com a manga antes mesmo da bolsa atingir o alvo — um Morbul.

O rosto de Welf empalideceu quando ele correu na direção oposta. Poof! A bolsa explodiu em contato com a superfície da rua, inundando o estreito beco com uma espessa nuvem de pó verde.

"GYYAAAAAAAHHHHHHH !!" Rugidos atormentados irromperam momentos depois.

"Se você vai usar isso, me diga primeiro!"

"A Lili disse! O Sr. Welf não abriu um caminho, então ela abriu!"

Fechando o nariz com uma mão, os dois discutiram enquanto corriam para escapar da nuvem pútrida em expansão.

Apesar de estarem seguros, sabendo que nenhum inimigo poderia ultrapassá-los vindos por  trás, eles enfrentaram uma onda de caçadores após a outra enquanto tentavam alcançar Bell e Hestia.

"... Há uma tonelada desses caras!"

Welf gritou de frustração quando mais uma onda se moveu para atacá-lo no momento em que ele terminou de enfrentar um inimigo diferente.

O jovem deu uma olhada ao redor — havia inimigos vindos de todos os ângulos. Um apito repentinamente perfurou o ar. Bell e Hestia tinham sido encontrados? No entanto, esses caçadores não reagiram. Lili deu uma olhada rápida em volta.

"Eles estão... ouvindo um comandante diferente?"

Após uma inspeção mais detalhada, ela percebeu que a formação deles era muito diferente e não tão nítida. Seus movimentos não eram planejados e possuíam um ar de desespero com eles.

A rede deles era baseada apenas em números. Os dois aliados pararam quando uma onda de caçadores se moveu para cortá-los... Welf os encarou, apertando com mais força a espada. Lili, no entanto, congelou no lugar.

"Ehh? O que... por que eles estão —?"

"Ei, o que há com você ?!"

Os braços de Lili estavam frouxos quando ela parou de lutar e olhou para o corpo de um humano deitado na rua. O emblema em sua armadura exibia uma lua crescente com um copo de vinho. Ela agarrou o ombro esquerdo por reflexo.

Náusea tomou conta dela; o suor cobria seu corpo. Ela balançou a cabeça para trás e murmurou: "Isso não é possível, isso não é possível... "

Foi o emblema que deixou Lili fria — o emblema da <Família Soma>.

Seus olhos castanhos tremiam de medo no momento em que a imagem do vinho divino sob a lua crescente apareceu.

"?!"

Voltando a si mesma, ela examinou os arredores. Welf estava atualmente afastando um grande meio-feral usando sua arma como escudo; uma amazona o zombava do telhado, ao lado de um anão muito sinistro com uma flecha saindo de suas costas. Lili não pôde evitar de sentir que já os tinha visto antes.

Lili chegou a conclusão de que a razão para os números esmagadores eram de que outra <Família> havia se unido a Apollo.

Foi quando ela viu o homem magro de óculos que dava ordens para os outros aventureiros.

"Pequena L ?!"

Ignorando o chamado de Welf, Lili correu. Desativando sua magia atrás de uma pilha de caixas de madeira, ela as escalou e pisou na cobertura.

"Sr. Zanis ?!

"... Ah, eu pensei que você estaria aqui, Arde."

O líder da <Família Soma> não pareceu nem um pouco surpreso quando Lili apareceu diante dele, e ele sorriu para ela.

O homem humano e a menina Pallum estavam de pé, frente a frente, no telhado plano de uma casa.

"O que... o que você pensa que está fazendo ?! Por que você está ajudando a <Família Apollo>?!"

"Eles pediram. Mesmo cobrando uma grande quantidade de dinheiro em troca da promessa de nos juntarmos a luta contra a <Família Hestia>. Lorde Soma deu sua aprovação... Bem, ele deixou comigo."

Sem dúvida, de todos os grupos de Orario, a <Família Soma> seria a mais fácil de subornar.

O deus deles, Soma, só estava interessado em seu hobby, e não se importava com lutas de poder e política. Sua aprovação pode ser facilmente comprada com dinheiro para financiar seu passatempo caro.

Muito provavelmente, a <Família Apollo> havia estabelecido um acordo com seu novo parceiro antes de colocarem o plano para capturar Bell em ação.

"O Sr. Zanis é louco ?! Fazendo isso por dinheiro… A <Família Apollo> pode estar pronta para aceitar a penalidade da Guilda, mas a <Família Soma> já estava por um triz! A Guilda não vai deixar isso passar !!"

A negligência de Soma em relação ao bem-estar de seus seguidores havia sido levada a atenção da Guilda, e multas foram aplicadas contra ele. Mesmo agora, a Guilda estava de olho em sua <Família>. Assim que o fato de que eles voluntariamente se juntaram a batalha que estava transformando Orario em uma zona de guerra vier a luz, não seria surpreendente se toda a <Família> fosse exilada da cidade. Era como se Zanis tivesse apontado a ira da Guilda diretamente para si mesmo.

Lili gritou repetidamente que eles não tinham motivos para atacar a <Família Hestia>, que suas ações não faziam sentido.

"Não, nós temos nossa justificativa."

Zanis riu das acusações de Lili enquanto ele estava com as mãos atrás das costas.

"Justifi...cativa?"

"Está certo. A <Família Soma> tem um motivo para lutar contra a <Família Hestia> mesmo sem o pedido de Apollo."

Zanis calmamente olhou para a garota. Lili franziu a testa para ele. O homem estreitou os olhos, um sorriso fino nos lábios quando ele levantou o queixo sem quebrar o contato visual. "Você não sabe?" ele perguntou com um sorriso de desprezo.

"Não faz ideia?" ele perguntou de novo.

"— Não pode... ser."

A cor sumiu de seu rosto quando uma possibilidade veio a sua mente.

Então, Zanis confirmou seus piores medos.

"Está certa. É você, Arde."

O homem se inclinou para mais perto dela enquanto abaixava o queixo.

"Nossa insubstituível amiga e camarada foi roubada de nós por vigaristas. Chegou a hora de nos vingarmos com a justiça do nosso lado."

Os joelhos de Lili ficaram fracos.

Eles estavam usando o fato de que Lili ainda era tecnicamente um membro da <Família Soma> como desculpa para se juntar ao ataque a <Família Hestia>. Este fato os protegia da Guilda, bem como lhes dava uma rota de fuga para evitar multas.

Esse era o verdadeiro poder de um contrato com a <Família>. Se eles fossem capazes de provar que um de seus membros ainda estava ligado ao seu deus, mas trabalhando para o benefício de outro, seria quase impossível punir suas ações. Não importa o quanto Lili tentasse explicar as circunstâncias, a voz da <Família> venceria.

Lili era outro motivo pelo qual Bell e Hestia estavam em perigo.

"Eu também acreditei que você estivesse morta até muito recentemente... Isso é, até eu ouvir  a história de um homem em um bar."

"E isso é...?"

"Apenas as façanhas do Pequeno Novato no décimo oitavo andar, e da pequena suporte Pallum que o acompanhava. "

Lili amaldiçoou seu próprio descuido.

Ela sempre usou sua Magia, <Cinder Ella>, para assumir a forma de uma criança lobisomem quando estava na superfície. No entanto, ela desativava a Magia enquanto estava na Dungeon para preservar sua força mental. Agora, por causa dos eventos no décimo oitavo andar, o grupo de aventureiros que estava lá naquele dia não apenas conhecia sua verdadeira aparência, mas também que ela estava em um grupo com Bell. Além disso, essa informação estava se espalhando.

Zanis deve ter adquirido essas informações antes de receber a oferta da <Família Apollo>. Depois que o dinheiro foi oferecido, ele aproveitou a oportunidade.

"Não se preocupe, Arde. Irei assegurar ao Lorde Soma sua inocência neste assunto. A <Família Hestia> está completamente errada."

Ela os avisou. Lili havia avisado Hestia e Bell que a <Família Soma> um dia procuraria vingança. Esse dia chegou.

As chamas os alcançaram... Era assim que Lili se sentia. Ela cometeu um erro terrível. Seu passado era um incêndio apenas esperando para acender. O que é pior, ela abanou as chamas a ponto de criar um inferno furioso.

Isso foi tudo culpa dela.

"Os malvados que te enganaram, usaram e lucraram, devem receber uma punição adequada. A <Família Apollo> vai esmagá-los até o esquecimento."

Lili ficou tonta, os telhados girando em seus olhos. Todo o seu mundo estava desabando ao redor.

Ela era uma praga, infectando tudo e todos com quem se importava. Seu corpo tremia quando lembranças do belo casal de velhos e sua loja de flores brilhou diante de seus olhos. A <Família Soma> tinha a destruído, e ela era a única razão pela qual eles haviam a encontrado. Uma tempestade de dor e culpa assolaram seu pequeno coração, ameaçando subir sua garganta em um grito de auto-aversão.

Ela abriu os olhos e olhou para o campo de batalha.

Nahza foi perseguida de seu poleiro no topo da torre do sino, a <Família Takemikazuchi> estava presa de todos os lados a alguns quarteirões de distância, e Welf continuava trocando golpes com os caçadores logo abaixo dela. Todos eles estavam em perigo agora por causa da <Família Soma>.

Ela tinha sido tola.

Lili nunca deveria ter se aproximado de Bell e dos outros.

— Era absurdo acreditar que a praga dela nunca chegaria a eles, que seu calor e generosidade não seriam destruídos pelas chamas que a seguiam.

Olhos brilhando com lágrimas, o pescoço de Lili cedeu e sua cabeça bateu em seu peito.

"Por favor… "

"O que?"

"Por favor, deixe o Sr. Bell e seus amigos em paz... "

Lili implorou a Zanis com uma voz fraca e trêmula. Ela levantou o rosto para olhá-lo. Não havia vida em seus olhos.

"Lili retornará ao Lorde Soma. Então, por favor, pare com isso... Por favor, deixe eles em paz."

Era matemática simples.

Se a <Família Soma> estava usando Lili como justificativa para participar da luta, então tudo o que ela tinha que fazer era sair dela. Se a rendição a Zanis reduzir a quantidade de caçadores perseguindo Bell, então valia mais do que a pena.

Os membros da <Família Soma> estavam completamente presos sob o feitiço do Vinho Divino. Ele atraiu centenas de aventureiros para as fileiras de sua <Família>. Mas se eles não estivessem lá, se ela pudesse encontrar uma maneira de convencê-los a sair, então Bell e os outros podem ter uma chance.

Ela sabia que era altamente improvável que ele aceitasse sua oferta, mas ela tinha que tentar.

Zanis olhou para ela por um momento, apreciando o olhar de desespero em seu rosto, até que finalmente concordou.

"Por que não?"

Lili ficou chocada com sua aprovação repentina e também um pouco desconfiada.

Zanis pressionou os óculos contra o rosto.

"Na verdade, a situação está ficando bastante perigosa. A <Família Apollo> já pagou uma quantia decente de dinheiro adiantado, então agora pode ser uma boa hora para desistir."

Os cantos de seus lábios se arquearam para cima enquanto ele continuava.

"Mas o mais importante, eu preciso de você."

Os olhos de Lili se abriram. Essa nova informação a pegou desprevenida.

Talvez ela não fosse apenas uma desculpa para conseguir dinheiro; talvez houvesse alguma verdade na afirmação de Zanis.

No que poderia, uma fracote inútil que provocou a destruição de tudo o que ela gosta, ser necessária? Enquanto Zanis cumprir sua promessa, ela não tinha escolha a não ser seguir as ordens dele.

"Fique ao meu lado. Vou dar o sinal para recuar assim que você o fizer."

Zanis enfiou a mão dentro da jaqueta e retirou uma pequena pistola de sinalização. Lili não respondeu, silenciosamente fazendo o que lhe foi dito.

O homem sorriu com satisfação, levantou a pistola de sinalização para o céu e puxou o gatilho. Uma bola de luz cintilante disparou instantaneamente no ar.

Muitos dos aventureiros do sétimo bloco de Orario pararam de lutar no momento em que viram o arco de luz. Assim como Zanis havia prometido, os membros da <Família Soma> começaram a se retirar.

"Ei! Pequena L! "

Com aproximadamente metade de seus agressores deixando a área, Welf finalmente teve tempo suficiente para chamar sua aliada.

Lili deu um passo em direção a beira do telhado e olhou para ele com olhos apáticos.

"Venha, Arde."

"Sim… "

Lili assentiu enquanto se virava ao som do comando de Zanis.

Welf olhou para os dois, incrédulo. O homem se virou enquanto Lili disse seu último adeus.

"A Lili está voltando para a <Família Soma>... ela não vai causar mais problemas. Por favor, diga ao Sr. Bell."

"O que diabos você está dizendo ?! Não consigo olhar nos olhos do Bell e dizer isso! Volte já aqui!"

"Lili sente muito... Adeus."

Ela deu uma última reverência antes de seguir Zanis.

A garota Pallum desapareceu da linha de visão de Welf.

"O que diabos ela pensa que está fazendo...?!"

Ele tentou persegui-los, mas infelizmente encontrou um grupo de caçadores da <Família Apollo> e foi forçado a voltar ao combate.

"Droga!" ele gritou com as nuvens. Não havia escolha a não ser desistir da perseguição.


https://lh3.googleusercontent.com/lBFgDoVj4KZTy9GuWh78dPjOPqn-gxW8p0Cc7K5wW99M38cR3SV5KpFGoh7c31lI-6UXGLaLyzEs1OVVU1MwM_7YbWB2b2RpVCXryPEkBla5yCrZw4WGzp_ZVR7JRwsLuT_hvPdu

Por Rodrigon | 02/09/20 às 11:02 | Ação, Aventura, Fantasia, Magia, Poder, Ecchi, Shounen, Mitologia, Japonesa, Elementos de MMO