CAPÍTULOS
OPÇÕES
Cor de Fundo
CONTROLE DE FONTE
HOME INDEX
Capítulo 6.4 - Aqueles que se reúnem (parte 8)

Dungeon ni Deai o Motomeru no wa Machigatte Iru Darou ka (DanMachi)

Capítulo 6.4 - Aqueles que se reúnem (parte 8)

Tradução: Rodrigon | Revisão: Hazel | QC: Sir

As ruínas do Castelo Shreme.

Em um campo vazio de árvores ou colinas, o castelo fora construído em tempos antigos como a primeira linha de defesa. Concluído antes da Torre de Babel servir como uma "tampa" sobre a Dungeon, foi usado para parar o avanço de monstros que emergiram do buraco para atacar as cidades e vilarejos vizinhos. Muitos castelos como este foram construídos relativamente perto de Orario por apenas esta razão. A maioria deles havia sido destruído ou desmoronou após séculos de negligência, mas Shreme foi usado como ponto de partida pelo reino de Rakia na guerra há quase mil anos. Várias de suas principais torres foram danificadas, mas a muralha principal do castelo e outras defesas permaneciam intactas. Agora havia sido selecionada para sediar os Jogos de Guerra.

O muro externo tinha impressionantes dez metros de altura, ainda mais altos nas áreas onde as torres estavam. A parede em si era grossa o suficiente para suportar os ataques mais fortes — talvez com exceção de uma poderosa explosão de energia mágica. Mesmo aventureiros de primeira classe teriam dificuldade em quebrá-lo. O castelo estava localizado em uma área aberta e muito fácil de atacar. Esse muro era o principal motivo de ter durado tanto tempo.

"Pegue um pouco de barro aqui. Reforce tudo que é reparável."

A noite já havia caído, a lua brilhava acima. A <Família Apollo> estava trabalhando duro para fazer os preparativos finais para os Jogos de Guerra que vão começar em poucas horas.

Cento e dez deles chegaram três dias atrás e estavam trabalhando dia e noite para garantir que o castelo estivesse pronto. Aquilo era quase toda a sua <Família>. Trabalhando em grupos, eles fizeram reparos no castelo, bem como montaram depósitos ocultos de armas e itens de reposição em vários lugares dentro da estrutura.

"Humph, inútil... Por que se preocupar?"

A torre principal da fortaleza ficava acima dos destroços das outras torres no meio do castelo. Hyakinthos observou os outros membros de sua <Família> trabalhando no último andar.

O tempo limite para o cerco ao castelo dos Jogos de Guerra foi fixado em três dias. A <Família Apollo> venceria se ele estivesse vivo depois desse tempo ou se o general inimigo — sem dúvida, Bell Cranel — fosse derrotado em combate.

Era seu papel como defensor garantir que o castelo estivesse pronto, mas era óbvio que eles poderiam ganhar sem todo esse barulho. Hyakinthos soube que as fileiras inimigas haviam aumentado ultimamente, mas não enfrentariam mais de cinco combatentes. Que ponto havia em ter mais de cem guerreiros consertando um castelo quando eles podem esmagar seu inimigo diretamente em uma batalha frente a frente?

"Lorde Apollo, por quê? Por que um cerco ao castelo...?"

Hyakinthos estava muito confiante de que poderia vencer sem todas essas condições favoráveis. Seu deus não confiava nele e no resto da <Família>? O homem estava se sentindo subestimado, como se Apollo tivesse esquecido do que ele era capaz.

O homem descontente se afastou da janela e se sentou no trono no fundo da sala. O trono estava lá quando a <Família Apollo> chegou pela primeira vez, mas eles fizeram algumas modificações. Muito confortável, o encosto da cadeira ornamentada era uma versão ampliada do emblema da <Família>, um sol ardente com um arco e flecha. O resto do quarto estava decorado com obras de arte e tinha sido limpo impecavelmente porque Hyakinthos ordenou que todos sob seu comando fizessem o espaço agradável a seus olhos.

Recostando-se em seu trono, Hyakinthos riu relutantemente.

"Que jogo chato... "


" — Sim, Hyakinthos diria algo assim..."

A mulher de cabelos curtos, Daphne, resmungou para si mesma quando olhou para cima na sala do trono de seu posto no topo da sólida muralha do castelo.

Rakia fez algumas modificações estranhas quando ocuparam o castelo. O deus deles deve ter gostado muito de se exibir, porque a principal torre tinha muitos designs complexos construídos em sua superfície. Era muito luxuosa apesar de ser a última linha de defesa do castelo. Ver o seu próprio emblema de <Família> preso ao topo da torre principal a fez querer rir por puro absurdo. Aquele pedaço de metal era tão grande que podia provavelmente ser visto em Orario.

Daphne suspirou para si mesma e continuou com sua própria tarefa. Era seu trabalho motivar os outros membros a se apressarem com os reparos do muro. O difícil era que a maioria deles compartilhava da mesma opinião de Hyakinthos da batalha que se aproximava e mal podiam esperar para assistir. Apesar de ter mais de cem trabalhadores sob seu comando, se certificar de que não havia pontos fracos em nenhuma das paredes do castelo era muito frustrante.

Além disso, a <Família Ganesha> havia chegado a Shreme alguns dias antes de Daphne e o resto da <Família Apollo>, a fim de acabar com o grupo de ladrões e saqueadores que viviam no castelo. Desde que eles foram ordenados a não danificar o castelo de forma alguma antes dos Jogos de Guerra, o despejo foi realizado cavando buracos sob a parede e pegando os invasores de surpresa. Eles capturaram todos os criminosos em menos de um dia. Daphne fez questão de que eles preenchessem os buracos antes de retornar a Orario.

"Daph... "

"Cassandra?"

Lâmpadas de pedra mágica iluminavam o topo da parede no lugar das antigas tochas. Cassandra se aproximou de Daphne, chamando-a nervosamente.

Ela parou em frente a uma das lâmpadas, apenas metade do rosto iluminado na luz. Ela abraçou seu próprio corpo trêmulo com ambos os braços como se ela estivesse com medo que ele desmoronasse.

"Não é bom... precisamos ficar longe daqui."

"Hã?"

"O castelo, o castelo vai cair... "

A expressão de Daphne se transformou em aborrecimento enquanto ela ouvia o absurdo saindo da boca de Cassandra.

"Outro sonho? Você sabe que é tarde demais para fazer isso agora. Se recomponha."

"Por favor, por favor, Daph, acredite em mim...!"

Cassandra implorou desesperadamente a amiga que levasse seu sonho profético a sério, mesmo que não houvesse como acontecer.

Daphne a ignorou e continuou inspecionando a parede, mas Cassandra foi muito mais persistente do que o habitual. Os ombros da garota de cabelos compridos caíram como se ela estivesse decidindo se continuaria ou não tentando, antes de congelar no local.

Surpresa pelo silêncio repentino, Daphne se virou para encará-la. O rosto de Cassandra estava pálido e magro como se estivesse a alguns momentos da morte, olhos paralisados ​​em um ponto abaixo delas.

"Não, não podemos deixar entrar. Ainda há tempo; não deve entrar..."

Uma pequena fila de carroças puxadas a cavalo carregando os últimos suprimentos se aproximou da parede do lado de fora do portão. A menina assistiu, horrorizada, quando o portão se abriu.

"Heey! Espere, está bem?"

Luan gritou o mais alto que podia, perseguindo a última carroça enquanto observava o portão do castelo começar a fechar.

O motorista da última carroça ordenou que seu cavalo galopasse para cobrir a distância, forçando o Pallum a correr para entrar pelo portão antes de ele se fechar completamente. Um baque surdo soou um momento depois que ele deslizou entre as enormes barras de ferro.

"Por que, por que você fecharia quando eu ainda estou lá fora?" o pequeno homem Pallum perguntou com uma voz patética e ofegante para o meio-fera excepcionalmente grande parado nos controles do portão.

O homem grande apenas riu. "Hee-hee, então você estava lá, Luan. Você é tão pequeno! Não consegui ver você."

O aventureiro de classe baixa conhecido como Luan Espel parecia muito mais jovem que a idade dele, quase como uma criança. Os outros membros da <Família Apollo> o tratavam muito mal por causa da combinação de sua posição e aparência. Foi por isso que ele foi designado para levar suprimentos para o castelo a essa hora tardia.

Os Pallums eram frequentemente discriminados devido ao seu tamanho reduzido e a presença não intimidadora. "Fala sério", ele respondeu quando os outros membros da <Família> se juntaram ao riso.

"... Uma grande remessa que você trouxe."

"Três dias de armas e rações. Melhor estar pronto, sabe?"

O meio-fera riu de novo, dizendo que estava sendo cuidadoso demais considerando seu oponente. O homem grande nem olhou para Luan quando ele começou a inspecionar a remessa.

Em instantes, outros membros da <Família> estavam descarregando as caixas da carroça e as levando para a sala de armazenamento.

"Aaah..."

Cassandra observou tudo se desenrolar do seu lugar no topo do muro.

Daphne nunca tinha visto sua amiga assim. Embora ela sentisse que algo estava errado com a garota, Daphne se virou para sair.

"Acorde, temos trabalho a fazer!"

Cassandra observou as costas de Daphne entrarem e saírem da luz das lâmpadas de pedra mágica. Ela respirou fundo e soltou um suspiro longo e pesado.

Então ela sussurrou com uma voz trêmula como um profeta que viu o fim do mundo.

"É tarde demais... O cavalo de Tróia está dentro do muro."


https://lh4.googleusercontent.com/YkStG6stxxnh7ziWFOV2In6E3G1j4kdCnO9VL68vg2Wq_11YRa6Hq6pEeTz5siDklO864Gtl50ethI7wHypzeADU85BZJt7ANZti2dxlyVec8bkfFTfDsNtC1MpwUa4K1fhqr5we


"Por que demorou tanto?"

"Desculpa."

"Seus preparativos estão em ordem?"

"Sim. Minha deusa já atualizou meu Status."

"Ótimo. Agora, aqui está a faca que prometi a você. A lâmina é muito melhor que a primeira, eu garanto."

"Obrigado."

"Sir Welf... E sobre aquelas?"

"Prontas e esperando. Não tive muito tempo, então só pude terminar duas."

"... Hum, Welf, você tem certeza de que está tudo bem?"

"Sim... eu parei de comprometer meus aliados por orgulho."

"?"

"Não importa... Ei, você pode pegar isso agora. Mas eu te aviso, eu estava com pressa, então não tenho certeza sobre o poder total ou quanto tempo elas durarão. Não as desperdice."

"Entendido."

"Bem, então... tudo está indo de acordo com o plano de Lady Hestia."

"Sim. E amanhã — derrubaremos o castelo."

"Sim... vamos ganhar isso."

Várias vozes não foram ouvidas sob a cobertura da noite.


Jogos de Guerra contra a <Família Apollo>. Classificação — Cerco ao Castelo.

Condição da vitória: derrotar o general inimigo.

A longa noite estava quase no fim.


Por Rodrigon | 03/10/20 às 15:49 | Ação, Aventura, Fantasia, Magia, Poder, Ecchi, Shounen, Mitologia, Japonesa, Elementos de MMO