CAPÍTULOS
OPÇÕES
Cor de Fundo
CONTROLE DE FONTE
HOME INDEX
Capítulo 7.6 – O Desejo de um Herói (parte 9)

Dungeon ni Deai o Motomeru no wa Machigatte Iru Darou ka (DanMachi)

Capítulo 7.6 – O Desejo de um Herói (parte 9)

Revisão: Hazel | QC: Sir

"Lady Haruhime —!"

Mikoto pulou sobre as guardas no portão que dava para o Jardim Flutuante e correu em direção ao altar.

As guardas já estavam alertas para sua presença, tentar se esconder era inútil. Ela respirou fundo e gritou alto o suficiente para a garota acorrentada à pedra brilhante saber que ela estava lá.

"De novo?!"

As Amazonas ao redor do altar pegaram suas armas e atacaram em direção a Mikoto.

No entanto, eles pararam cerca de trinta metros em frente ao altar. Mikoto, já gravemente ferida, parou em frente ao muro de Amazonas. Todas as guardas pelas quais ela havia passado se aproximaram. Mikoto agora estava completamente cercada.

"Sério, você veio aqui sozinha?!"

Samira sorriu como se tivesse gostado da corajosa e imprudente humana.

O resto das Berbera logo deram o mesmo sorriso, ansiosas para ver o que estava prestes a acontecer.

"Haruhime, sua heroína está aqui!"

Samira olhou por cima do ombro para a garota acorrentada. A cor que restava no rosto de Haruhime desapareceu em um piscar de olhos.

Seu corpo tentou entrar em ação, mas foi rapidamente contido pelas correntes.

"Por que... POR QUÊ?! Fuja agora, Lady Mikoto!"

O chacoalhar das correntes acentuaram os gritos de Haruhime enquanto ela lutava contra elas.

Apesar de ter sido rejeitada antes, Mikoto apareceu diante dela mais uma vez. A garota humana olhou para ela com um olhar inspirador.

"Isso é impossível, Lady Haruhime. Não importa quantas vezes você me recuse, farei o que sempre fiz desde a infância. Eu vou te levar para fora."

Memórias de dias passados ​​em sua cidade natal no Extremo Oriente.

Ela disse a eles que todos ficariam com raiva, que deveriam deixá-la para trás. Mas eles ignoraram seus pedidos e ainda vieram para tirá-la da mansão de sua família.

Nada havia mudado. Mikoto era a mesma de sempre e Haruhime conhecia aquele olhar nos olhos dela. As emoções que estavam tão fortemente confinadas dentro da pessoa-raposa se libertaram mais uma vez enquanto seus olhos brilhavam com lágrimas.

"Você está parecendo muito legal agora."

A Amazona Samira, de cabelos cinza, assistiu à dramática entrada de Mikoto e sua reunião de longa distância com Haruhime com prazer.

"Ei, Phryne, Aisha. Deixe-me enfrentá-la!"

Ela se virou para encarar a comandante e a coração e alma das Berbera, praticamente a capitã de sua família.

"Vocês duas já tiveram tempo de brincar! Deixem-me aproveitar também!"

"... Ge-ge-ge-ge-geh, se divirta. Temos tempo de qualquer maneira."

Phryne olhou para a lua antes de rir vulgarmente.

Samira foi encarregada de supervisionar os preparativos do ritual e não fez parte da caça ao coelho. Phryne não viu nenhum problema em deixá-la seguir seu caminho. "Yeayuh!" Samira bateu palmas de excitação.

Aisha não tentou detê-la e ficou olhando em silêncio.

"Por favor! Por favor, pare com isso! Lady Phryne, Lady Aisha!"

Sem prestar atenção aos gritos de Haruhime à distância, Samira deu um passo para fora do anel de Amazonas circundando Mikoto.

"É assim que vai ser, me divirta. Se você me vencer... eu posso ouvir o que você tem a dizer."

"..."

Já sentindo os olhos de todas as Berbera diretamente nela, Mikoto se virou para encarar sua oponente.

Um sorriso tenaz cresceu no rosto de Samira. Mikoto sabia que não tinha escolha, a não ser enfrentá-la.

Essa situação poderia até funcionar a seu favor. No mínimo, permitiria que ela ganhasse tempo para Bell chegar, ou até que abrisse um caminho para ele até o altar. A mente de Mikoto estava decidida.

A humana ficou em silêncio enquanto sacava <Ushiwakamaru>, a lâmina que ela tinha pego emprestado. Ela estendeu a arma para frente, segurando-a revertida em uma posição defensiva.

O canto do lábio de Samira se curvou para cima, feliz por seu desafio ter sido aceito. Ela escolheu não usar nenhuma arma e olhou para Mikoto enquanto esticava os braços e as pernas.

Elas não estavam muito longe da entrada da ponte de pedra. As Amazonas sedentas por sangue se alinharam ombro a ombro, criando um anel ao redor das combatentes. A batalha delas começou com a pronúncia de uma simples frase:

"Aqui vou eu!"

Assim que as palavras saíram de sua boca, Samira se lançou em direção a Mikoto em um ataque frontal.

"—"

O ataque foi rápido demais para Mikoto bloquear ou contra-atacar, então ela foi forçada a se concentrar completamente em evitar o primeiro ataque.

"!"

O grande punho da Amazona passou bem na frente de seus olhos enquanto ela tirava sua cabeça do caminho.

Mas esse soco era apenas uma finta. Samira se abaixou, colocando a mão esquerda no chão e jogando as pernas para cima.

"Guh!"

Mikoto vislumbrou o calcanhar direito de Samira a tempo de bloquear o ataque com <Ushiwakamaru>.

Seus braços ficaram dormentes como se tivessem sido atingidos por uma barra de aço.  Uma onda de dor percorreu seu corpo, deixando-a sem equilíbrio.

Samira não perdeu tempo em aproveitar sua vantagem.

"Assim mesmo, tente aguentar!"

Uma chuva de punhos e pés caiu sobre Mikoto.

Cada um dos golpes que atingia Mikoto tinha poder suficiente para fazê-la cambalear. A humana focou tudo o que tinha em ficar longe o suficiente de cada ataque para que sua Defesa pudesse suportar os golpes que ela não conseguisse se esquivar completamente. Nenhum movimento podia ser desperdiçado, não havia espaço para erro.

— Como eu esperava, Nível 3.

Os cabelos cinza de sua oponente balançavam para frente e para trás, suas roupas curtas firmes contra seu corpo enquanto ela se movia. A impressionante dança da morte de Samira provou a Mikoto o que ela já suspeitava: havia uma grande lacuna entre seu próprio Status de Nível 2 e o da Amazona. Ela não tinha como superar o poder esmagadoramente superior de sua oponente.

Quantas Berberas que a cercavam eram tão fortes quanto Samira? Seus gritos pareciam distantes para ela quando essa percepção a atingiu. Sentindo o medo aumentando em seu coração, Mikoto sacudiu a cabeça e recuperou a calma.

Ela e Bell já haviam decidido que salvariam Haruhime não importava o quão intransponível fossem as probabilidades.

"Hiiiya!"

"Hah! Nada mal!"

Samira bloqueou o primeiro contra-ataque de Mikoto com o braço direito.

Ela sorriu como se estivesse gostando da dor passando pelo braço, depois de receber o chute de Mikoto. Então ela devolveu o favor.

"UgAHH!"

Mikoto voou no ar.

<Ushiwakamaru> escapou de suas mãos com o impacto, Mikoto observou a lâmina cair aos pés do público. Rolando sobre o ombro para frente, seus olhos se arregalaram quando Samira investiu mais uma vez.

"Já acabou?!"

Os olhos de Mikoto se estreitaram quando o punho direito da Amazona veio em direção ao seu rosto.

Agora ou nunca! Mikoto agarrou o punho e o guiou sobre seu ombro — em uma posição de arremesso.

"?!"

As Amazonas e a própria Samira perceberam.

Um arremesso judoca. Outro estilo de combate ensinado a ela por Takemikazuchi — Mikoto aproveitou a chance para usar uma dessas técnicas.

Monstros na Dungeon eram de todas as formas e tamanhos, fazendo seu treinamento em judô praticamente inútil. No entanto, esse estilo do Extremo Oriente era extremamente útil para manipular os corpos de oponentes humanos.

Essas técnicas foram projetadas para ajudar a derrubar lutadores maiores e mais fortes. Ela estava prestes a realizar algo grandioso.

Mikoto exalou com todas as suas forças, seus músculos se contraindo para derrubar Samira na superfície da pedra.

"Ei, legal!"

Mas Samira tinha outras ideias.

Comentando sua técnica no meio do arremesso, ela torceu casualmente o braço direito e se libertou.

"!"

O arremesso estava apenas a um segundo de ser concluído. Agora que estava livre, a Amazona agarrou o corpo de Mikoto com as duas mãos e a jogou.

"O que?!"

Pouco antes das costas da Amazona baterem no chão de pedra, os olhos de Mikoto registraram dois flashes de pele bronzeada sob o braço esquerdo e ao redor de seu pescoço. Em seguida, Mikoto foi forçada para cima pela sua oponente. "Ow!" gritou Samira com dor quando sua bunda atingiu diretamente a superfície dura. Ao mesmo tempo, Mikoto tinha sido jogada até o círculo das Amazonas.

A mais próxima assistiu com alegria e desferiu um chute devastador que fez Mikoto voar de volta para o centro.

"Esse foi um daqueles movimentos do Extremo Oriente? Aquilo foi bonito."

Com isso, Samira diminuiu a distância entre ela e Mikoto em um instante.

A garota humana ainda estava deitada, se recuperando do último golpe. Samira adotou uma abordagem mais divertida em sua próxima série de ataques, chutando Mikoto como se estivesse tentando fazer malabarismos com uma bola de futebol.

"GUAH!"

"Mostre-me o que mais você tem!"

O último chute de Samira fez a garota voar. Mikoto girou uma vez antes de finalmente conseguir ficar de pé.

No entanto, isso apenas a deixou vulnerável para os punhos impiedosos da aventureira de segunda categoria.

O corpo de Mikoto se moveu da esquerda para a direita enquanto seus ombros, estômago e bochechas foram atingidos diretamente. Gotas de sangue voavam a cada golpe, acrescentando salpicos escuros na luz azul que emanava do chão de pedra. O sorriso brutal de Samira cresceu. Aos seus olhos, Mikoto não passava de um brinquedo que tinha alguns truques ocultos. Ela não pararia até vê-los.

Técnicas eram inúteis.

Os pensamentos de Mikoto estavam uma bagunça. A única coisa clara era o estilo de batalha selvagem e perfeito de Samira.

A Amazona era uma arma viva. Anos de experiência culminaram em um corpo que poderia reagir por instinto, sabia como se mover sem pensar. Cada golpe gerava mais do que apenas dor física, eram tiros diretos em sua confiança e orgulho. Cada impacto também era o som dela quebrando por dentro.

Seu talento e habilidade foram superados.

Os joelhos de Mikoto ficaram fracos quando cada nova onda de ataques mostrava a ela a distância que havia entre suas habilidades e as de uma aventureira de Nível 3.

"Lady Mikoto! MIKOTO!"

Os gritos de Haruhime finalmente a alcançaram.

"!!"

As pálpebras de Mikoto se abriram.

A garota humana se levantou.

"Ha-ha-ha-ha-ha-ha-ha! Sério, você é Nível 2?"

Claramente impressionada que Mikoto recebeu o impacto de seu ataque e permaneceu de pé, Samira alegremente elogiou seu espírito de luta.

Outra rodada de punhos, joelhos e cotovelos atingiram a machucada e ensanguentada Mikoto. No entanto, ela agora tinha um bom entendimento do padrão de ataques da oponente e fez o possível para se proteger e evitar um golpe fatal.

Ela até tentou mais algumas de suas técnicas quando surgiu uma janela de oportunidade. Infelizmente, a Amazona de cabelos cinza podia sentir quando algo estava chegando e sempre conseguia se esquivar.

Ganhar como uma aventureira é impossível!!

Mikoto gritou dentro de sua mente enquanto seu corpo mal evitava uma cotovelada que teria quebrado seu ombro.

Enquanto elas permanecessem nesse tipo de batalha, não havia como Mikoto ganhar vantagem. Chegando a essa conclusão, Mikoto deixou seu orgulho, compaixão e etiqueta de batalha em segundo plano.

"Ouça bem, Mikoto. Ninjutsu é... sujo."

A voz de Takemikazuchi surgiu em sua mente.

"Ataques furtivos, emboscadas, armadilhas… Um ninja usa todas as opções, qualquer meio para alcançar seu objetivo."

O deus que ela amava e respeitava havia dito isso com uma expressão severa.

"Então, para ser franco, alguém tão simples e honesta como você pode não ter muita utilidade para isso."

Embora ele não estivesse ansioso para lhe ensinar as técnicas, a divindade explicou seu raciocínio.

"Os verdadeiros ninjas agem por devoção. Seja por um senhor que eles devem proteger ou por alguém muito importante para eles."

Então Takemikazuchi sorriu.

"Se alguém estiver em perigo mortal — então mesmo alguém simples e sério como você pode se tornar um ninja de proporções lendárias."

Por Rodrigon | 31/03/21 às 16:24 | Ação, Aventura, Fantasia, Magia, Poder, Ecchi, Shounen, Mitologia, Japonesa, Elementos de MMO